Iraque: isto tem responsáveis, meus amigos!

cropped-453692288-1AFP/Getty Images

 

Só para lembrar. O genocídio da população civil no Iraque pelos extremistas islâmicos, que está presentemente a ocorrer, para horror do mundo civilizado, tem responsáveis directos: os senhores Bush, Blair, Aznar (todos eles já fora da cadeira do poder) e Durão Barroso, que gostaria de vir a ocupar o palácio de Belém.

A cimeira dos Açores e o embuste das armas de destruição maciça, que foram usados como pretexto para a invasão do Iraque, faz com que todos eles tenham agora as mãos manchadas de sangue.

Os americanos, para se apoderarem do petróleo e de muitos negócios milionários, enforcaram Saddam, destruíram a estrutura de poder iraquiana e abriram a porta ao extremismo, às lutas internas e ao ressentimento do mundo muçulmano contra o Ocidente, provocando uma era nunca vista de instabilidade, morte e destruição naquelas paragens.

Sim, eles são os responsáveis morais desta desgraça medieval. Sim, o Durão Barroso também.

Palavras perdidas (1378)

Não dou o benefício da dúvida ao Banco de Portugal”

(Miguel Cadilhe, economista, sobre a actuação do Banco de Portugal no caso BES. O antigo ministro das Finanças acredita que o banco central não fez tudo o que estaria ao seu alcance na sua função de supervisor.”Diário Económico”, 21/08/2014)

40 anos: compromisso de vida

casamento 20Ago74

 

Dizer que se completou 40 anos de casamento vai começando a soar quase como uma anedota ou curiosidade exótica do tipo Guinness Book.

De facto eu e a Susete fazemos hoje quarenta anos de casados. Há quem chame a isto Bodas de Esmeralda, não sei porquê.

Temos dois filhos fantásticos e um neto que é uma delícia, mas temos muito mais como fruto desta relação.

Com efeito, quando no dia 20 de Agosto de 1974 assumimos um compromisso de vida, embora jovens sabíamos que a vida conjugal teria as suas dificuldades. Mas também sentíamos que o amor que nos unia era suficientemente forte para vencer todos os obstáculos do caminho. E assim tem sido. As lutas estimulam-nos, as dificuldades levam-nos a centrar no essencial, e os sonhos empurram-nos para diante todos os dias, levando-nos a pensar que o melhor está para vir.

Nenhum homem (ou mulher) é uma ilha. Ser capaz de estabelecer compromissos duradouros, que resistam à adversidade a que todos temos direito na vida, é condição para manter viva a nossa humanidade e promover o nosso crescimento como pessoas, desencadeando os nossos recursos internos.

E se há igualmente um compromisso com Deus, melhor ainda.

Obrigado a todos que nos têm acompanhado nesta jornada.

Parabéns a nós.

JB-L

Palavras perdidas (1377)

“Esquecendo que estamos perante um conflito político, e arranjando bodes expiatórios religiosos, é realmente uma forma muito cómoda de entender o que se passa, mas é também a mais fácil para fazer crescer os fundamentalismos que, na Europa, estão a ter expressão na vitória dos partidos de extrema-direita e neonazistas.”

(Maria João Tomás, DN)

“Alegrai-vos porque já achei a minha ovelha perdida” (Lc 15:6); “Ovelhas perdidas foram o meu povo, esqueceram-se do lugar do seu repouso” (Jr 50:6).

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 371 outros seguidores

%d bloggers like this: