Solidão

“Quisera morrer já, depressa, antes de voltar a compreender que estou só.”
André Gide, A Porta Estreita

Morrer só por morrer não tem sentido
antes partir sendo amado
do que esquecido
numa gaveta poeirenta da memória
pudera eu nunca pensar
como enganar a solidão
de estender um fio escarlate à janela
para me acharem
por dentro do tempo
passar pela vida toda
com uma flor branca
na lapela
e se um dia me perguntassem
o porquê deste meu sorriso
persistentemente aberto
diria apenas que sim
nunca estaria sozinho.

Palmela, Abril de 2008

© Brissos Lino

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s