Bairro operário

No monótono bairro operário
a velha espreita pelos óculos gastos
na janela das águas furtadas
durante os intervalos do tricô
espreita por detrás de cortinas
esforçadamente brancas
de elaborada renda

partilha a vidraça com um gato dourado
malhado
e um vaso de flores
amarelas como a fome

de madrugada
ainda o dia dormita
a velha observa o habitual,
um carreirinho de formigas humanas
de fato-macaco
lancheira na mão
a descer laboriosamente
a ladeira

e ela faz tricô, aos poucos
como quem acabou de dar assentimento
para recomeçar a azáfama quotidiana
de uma nova segunda-feira
no bairro operário.


Palmela, Julho de 2008

© Brissos Lino

Anúncios

2 comentários a “Bairro operário”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s