O hedonismo (série “Mitos contemporâneos – 4”)

Vivemos na idade do Prazer.

O prazer pelo prazer. O prazer imediato a qualquer preço. O prazer egoísta e egocêntrico. Mesmo que o meu prazer seja o desprazer de outros.

Está estabelecida nas sociedades ocidentais a falsa ideia de que o princípio do prazer é o referente mais elevado na vida. Como se o sofrimento não fosse a outra face da moeda do prazer. Como se fosse possível vivermos como seres humanos sem qualquer um dos dois.

O desconforto e o sofrimento são hoje considerados socialmente inadequados e por isso varridos para debaixo do tapete, como se fossem lixo existencial indesejável. “Tudo bem?” “Tudo em cima?” “Alto astral”. “Tristezas não pagam dívidas”.
Mas este conceito não se faz representar apenas no âmbito do chamado “espírito do mundo”. Também se vai verificando em algumas teologias e liturgias contemporâneas, onde o que conta é sempre e só a sensação de alcançar um estado de bem-estar, e onde nunca há lugar para a reflexão, a interiorização, a capacidade e a coragem de a pessoa ficar consigo mesma e encarar a sua face lunar sem medos nem subterfúgios.

“Quem sou eu?” já não é uma questão que se coloque, a não ser com finalidade instrumental. Na idade do Prazer já não importa quem sou, de facto, mas apenas que talentos tenho, que dons eu possuo, que possibilidades estão à mão, para fazer o quê com isso, tendo em vista o meu prazer.

O princípio do prazer não permite outra coisa que não seja uma espécie de estado de embriaguez permanente, onde o que importa não é a consciência da minha realidade intrínseca, mas sim a forma de me fazer sentir bem.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s