Salmo 137 do século passado (inédito de J.T.Parreira)

 

 

Sentávamo-nos junto aos muros do gueto de Varsóvia

e chorávamos com uma estrela no peito,  nas sombras

dos casacos rotos, pensando

que éramos o povo escolhido.  Deus

estava em Jerusalém e lá pendurámos  nossas preces.

Os que nos tinham feito prisioneiros pediam-nos

que cantássemos com a nossa boca

cheia de pão negro, aqueles que nos haviam de destruir

queriam a nossa alegria. Mas como era possível

que entoássemos outro cântico senão um kaddish

pelos mortos? O canto do Senhor em terra estranha.

Se tu, Senhor, te esqueceres de nós, seremos harpas

partidas e as nossas cinzas voarão pelos ares

como um silêncio.

 

10-10-2015

©  J.T.Parreira 

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s