Comprometido com Deus e o oikos

 

Vamo-nos entender de uma vez. Não admito a ninguém que ponha em causa a minha liberdade de acção enquanto cidadão.

Quantas vezes será necessário invocar o princípio bíblico de “dar a Deus e a César”?

Alguns ditos cristãos entendem que qualquer cristão tem que votar forçosamente nos partidos da direita do espectro político e defender a política ultraliberal do último governo. Estão no pleno direito de o fazer. Não critico. Mas já não aceito que queiram impor aos outros que façam, tal como eles ou pensem pela cabeça deles.

Meus amigos: eu sou livre. Voto em quem quiser, critico politicamente quem e quando quiser. É a minha liberdade cívica e dela não abdico. Escrevo há cerca de trinta e cinco anos colunas de opinião nos jornais e nunca deixei de criticar qualquer governo ou político, de esquerda ou direita, quando foi caso disso. Sou livre.

Querer associar fé cristã e determinada ideologia ou, pior ainda, uma linha política, é puro oportunismo ou estultícia. E a isso eu digo: NÃO!

Devo esclarecer que não sou e nunca fui filiado em nenhum partido político.

Ontem chamaram-me aqui “camarada”, insinuando que eu seria comunista, só porque sou frontalmente contra a política ultraliberal. Trata-se duma parvoíce de todo o tamanho. Por exemplo, conheço muitos social-democratas que também não aprovam esta política iníqua, e nem por isso se podem considerar perigosos esquerdistas.

Não sou comunista, mas se acaso fosse só teriam que me respeitar, já que a tal pessoa que me “acusa” (só para me tentar intimidar ou descredibilizar) se intitula evangélico. A propósito, conheço comunistas eticamente muito mais sérios do que alguns que se dizem cristãos e evangélicos.

Outra ideia abstrusa – ainda mais grave – é a de que eu nem sequer deveria abrir a boca para falar da coisa pública, o que não passa duma miserável forma de censura, como se vê… Não, não vou por aí. Era o que mais faltava.

Não sou escapista nem alienado. Considero-me um cristão comprometido com Deus e o oikos.

Dispenso “amigos do Facebook” como este. São para desamigar. Temos pena.

 

Fonte: Facebook de José Brissos-Lino.

 

 

 

Advertisements

1 comentário a “Comprometido com Deus e o oikos”

  1. Estou completamente de acordo. Aliás, acho que um cristão, para ser coerente com a sua fé, tem de ser de esquerda.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s