Partida dos cruzados

Euro 2016: Portugal a correr por fora

Paulo Calado, Jornal de Negócios.

 

Não sei se Portugal vai ou não ganhar o Europeu de Futebol em França. Para já, o que importa é que faça boa figura, lute até ao fim e que honre as nossas cores.

Que estamos entre as melhores selecções da Europa e do mundo já é sabido. O resto é para desfrutar. E não vem mal nenhum ao mundo – nem ao país – se não trouxermos o caneco.

Está criado um ambiente do tipo partida dos cruzados para conquistar a Terra Santa… Portugal é muito mais do que um conjunto de jogadores profissionais de futebol. Mesmo que não cheguemos à final de Paris não passamos a ser os piores do mundo, não precisamos de crucificar a equipa técnica e podemos sempre continuar a dizer: “Viva Portugal!”

A mim interessa-me muito mais que o país ganhe os desafios sociais, da economia, da inovação, da educação e cultura, e do ambiente, por exemplo. Ou seja, que ganhe o futuro no presente. E isso não depende de qualquer desporto. Nem sequer do futebol.

Posto isto, vamos lá então…

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s