“Confissão” do meu filho (com uma lágrima no canto do olho)

Foto de João Lino.

 

Preparem-se para uma parede de texto. Acho que esta é a melhor ocasião para falar do porquê de vibrar tanto com a seleção e o Euro.

Tinha eu 9 anos quando começou a minha aventura do Euro 2004, depois de ter entregue um folheto de inscrição com um desenho e umas frases bonitas para tentar ser aceite como um dos acompanhantes dos jogadores ao campo. Sim, daqueles meninos do equipamento amarelo.
Chego um dia a casa das aulas e o meu pai diz-me em inglês: “You have been selected for the escorts!”.
Lembro-me de estar muito feliz, era surreal para mim não só ter ganho uma oportunidade para ver a seleção, mas também poder assistir ao jogo inaugural.

Meses antes do Euro, fui chamado para o McDonald’s de Oeiras para participar numas gravações para passarem mais tarde no Canal Panda. Entre as várias atividades que tivemos que fazer, uma delas foi responder a umas perguntas vindas de um senhor chamado Nuno Gomes. Ainda minorca, tinha uma cópia do FIFA 2002 para a PS2 com o Nuno Gomes na capa. Não hesitei em levar o jogo e depois das gravações, pedi para que me autografasse o jogo. De barriga cheia (não necessáriamente de comida), voltámos para casa, enquanto eu e a minha família ainda digeríamos como é que íamos para o Porto levar-me ao estádio.

Chega o dia. Levam-nos para o autocarro, que nos encaminha para o Estádio do Dragão. Depois dos ensaios ainda com as bancadas do estádio vazio e de uma horita nos bastidores a encher tempo para que a cerimónia de abertura acabasse, fomos chamado.

Indicaram-me para a frente da fila dos Portugueses, e olhei para cima. Foi-me dada a oportunidade de acompanhar o capitão Fernando Couto, que olha para mim e pisca-me o olho. É a partir deste momento que acordo para o que está a acontecer. Ao fundo do túnel, vejo bancadas apinhadas de portugueses, bandeiras, vermelho e verde. Está na hora de entrar. Respiro e começamos a andar.

Ainda hoje não sei como descrever a sensação… Uma ovação eletrificante assim que saímos do escuro e entrámos no relvado. Na minha periferia só conseguia sentir os clamores arrepiantes das bancadas. Um estádio inteiro a olhar para aquele túnel e eu ali, pequeno, a levar por tabela daqueles gritos. Não tenho mesmo forma de descrever. Passaram-se 12 anos e continuo a reviver na minha cabeça esse momento.

Cantamos o hino nacional e na minha cabeça oiço a voz da minha mãe: “Não te esqueças de fazer um V de vitória para a mãe quando a câmara passar!”. E assim o fiz. Quem quiser conferir, vá á procura do jogo e vai ver que sou eu o único puto que faz esse V para a câmara.

Enfim, não só perdemos o jogo, como eu e o meu pai quase que perdemos o último comboio para Setúbal. Tivemos que pedir a umas senhoras num carro (com devida gentileza) se nos podiam deixar na ferroviária. No fim, pudémos descansar dentro do comboio, que partiu quase imediatamente a seguir á nossa chegada.

O resto do Euro foi vivido de forma intensa. A nossa vitória contra a Espanha nos grupos, o Ricardo a defender a penalidade contra os Britões de mãos nuas, tantos outros momentos que ficaram para a história.

Até que perdemos outra vez contra a Grécia na final.

Estava inconsolável. Fui ao meu quarto e arranquei a bandeira crudemente colada na varanda com fita-cola.

É verdade que hoje só sobraram 2 jogadores da esquadrilha original portuguesa, mas eu senti que este Euro foi a nossa redenção. Ainda hoje, quem me conhece sabe que não vibro muito com clubes. O meu foco desde puto era mesmo ganharmos o Euro.

12 anos. 12 anos esperei eu para poder me emocionar pela vitória portuguesa na final do Euro. O João de hoje e o pequeno João de 9 anos agradecem todo o suor e lágrimas derramado pela nossa seleção.

CAMPEÕES!!!

PS: Obrigado pai pelo esforço que foi aquele dia. É reconhecido e relembrado com muito carinho.

PPS: Obrigado Tiago Antunes por teres descoberto o vídeo <3http://www.dailymotion.com/…/x2xpbi_portugal-anthem-euro-20…

(Escrito e publicado às 3H00 da manhã, depois da devida celebração na rua, em Setúbal)
Fonte: Facebook.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s