Arquivo da categoria: Arte, Educação, Cultura

Cefas

sobre as águas

 

 

Cefas quis fazer do mar chão

desafiou o Mestre com um boomerang

saltou para fora da zona de conforto

e a coisa correu mal. Só aquela mão salvadora o recolheu

a mesma que havia de ser furada por cravos

em forma de escárnio religioso

depois de ter ouvido cantar um galo

fora de tempo.

 

 

 

© José Brissos-Lino

28/2/15

 

Era uma vez um dia redondo

 

 

Era uma vez um dia redondo

sem arestas nem bicos-de-obra

uma mão cheia de horas macias desabitadas de

música ou girassóis. E de cada vez que

o relógio da torre chamava os habitantes à razão

moviam-se como máquinas sem alma

 

Um dia a chuva afastou o silêncio

e deu com os camponeses de olhos abertos

como água

mortos feitos árvores secas.

 

© José Brissos-Lino

27/2/15

A orelha de Van Gogh (inédito de J. T. Parreira)

 

van gogh orelha (2)

 

 

Passou a ouvir coisas por sua própria conta,

A orelha cortada de Van Gogh, corvos

A crocitar, um silvo de facas no ar,

Raquel chorando os filhos que não teve,

As raízes do trigo em luta contra a morte

Sob a terra,

Onde é noite a luz e fria, ouvia as sombras

A deslizarem lentamente

E como uma concha arrancada ao mar

Escutava o nevoeiro e as ondas esquecidas.

 

25-02-2015

©  J.T.Parreira

À espera da renovação das almas

 

 

Enquanto aqui não chega a renovação das almas

a que chamam Primavera

vamos vergando ao frio

encolhidos debaixo de um céu

de chumbo e vento. Mas quando ela assomar

abriremos as janelas do tempo

soltaremos o coração

e o olhar voará no calor dos dias

sobre a copa de todas as árvores da floresta negra

agora renascida. Por enquanto a pulsão de vida

está de folga

e hibernamos o prazer.

 

© José Brissos-Lino

23/2/15