Arquivo da categoria: Arte, Educação, Cultura

Revisionismo à Tintin

 

Assiste-se hoje a uma espécie de revisionismo, na linha do “politicamente correcto” que descontextualiza a obra cultural europeia, manipulando-a de forma patética face ao olhar do homem de hoje.

Saramago e o neo-ateísmo fizeram exactamente isso com o Antigo Testamento, outros fazem-no com diversas expressões literárias e artísticas.

No início dos anos 60 surgiram os primeiros ataques sérios, por parte do Le Canard Enchaîné, semanário francês satírico. Nessa altura a editora de Hergé (Casterman) optou por deixar esgotar o álbum “Tintin no Congo”, além de o retirar da colecção. Mas nem autor nem público se conformaram e assim surgiu de novo aquele título em 1970, tendo sofrido pequenas alterações textuais como, entre outras, “négre” (preto) deu lugar a “noir” (negro) e as referências específicas ao Congo foram diluídas, passando as aventuras a ter lugar num país africano indefinido.

O receio devia-se aos resquícios de um olhar europeu colonial (estereótipos raciais e falta de sensibilidade ecológica), predominante num tempo anterior às independências africanas, mas no fundamental a obra manteve as suas características e a polémica regressou.

Nos primeiros anos do século XXI um advogado britânico, ligado aos direitos humanos, apresentou queixa à Comissão de Igualdade Racial e esta determinou que os livros fossem retirados das livrarias. Mas os livreiros concentraram a obra de Hergé na secção de adultos e outros sinalizaram-na para leitores com mais de 16 anos. Outros incidentes quase pretenderam levar Tintin, o célebre repórter belga, ao Tribunal Penal Internacional, para enfrentar acusações de crimes contra a humanidade.

A obra artística deve ser entendida no seu contexto histórico-cultural, para não se confundirem valores éticos e estéticos…

 

Fonte: J B-L, Luzes e Sombras, página cultural de “O Setubalense”, 29/7/15. 

Girassol (poema de Corsino Fortes)

Corsino António Fortes (1933-2015), nascido em Mindelo, S. Vicente, escritor e político cabo-verdiano, licenciado em Direito, pela Universidade de Lisboa. Integrou vários governos na república de Cabo Verde, país de que foi Embaixador em Portugal.

Girassol
Rasga a tua indecisão
E liberta-te.Vem colar
O teu destino
Ao suspiro
Deste hirto jasmim
Que foge ao vento
Como
Pensamento perdido.

Aderido
Aos teus flancos
Singram navios.

Navios sem mares
Sem rumos
De velas rotas.

Amanheceu!

Orça o teu leme
E entra em mim
Antes que o Sol
Te desoriente
Girassol!