O gato-bruxo

Num asilo de Providence (USA), o Óscar tem um estranho modo de mostrar quem está prestes a morrer, ficando junto ao paciente durante as últimas horas de vida, que normalmente são quatro. Segundo os médicos, Óscar já previu 25 mortes. A “premonição” é o tema de um artigo publicado esta semana no New England Journal of Medicine.
O mais incrível é que o Óscar tem apenas dois anos, e o mais curioso é que se trata de um gato… Suspeita-se que é tudo uma questão química.

Fonte: AP

Abaixo o nazismo encapotado

Um grupo de pessoas com deficiência, da Póvoa de Santa Iria, foi obrigado a sair do bar Hawaii, na doca de Santo Amaro, em Lisboa, por alegada discriminação. O incidente ocorreu na madrugada do dia 12 e motivou intervenção policial. Os responsáveis do bar alegaram problemas técnicos para fechar o estabelecimento, mas este viria a reabrir pouco depois de o grupo sair, com os outros clientes que, previamente informados, aguardaram junto à porta para voltar a entrar. Só na presença da PSP é que o Livro de Reclamações foi apresentado. O assunto está entregue à ASAE.

Fonte: Correio da Manhã

E não se pode fechar uma espelunca destas, que põe na rua um grupo de pessoas deficientes físicos e mentais que se pretendem divertir por um tempo? A mentalidade nazi de quem fez isto (gerência) e de quem pactuou com isto (clientes) tem que ser cortada pela raiz. Sem dó nem piedade.

“Alegrai-vos porque já achei a minha ovelha perdida” (Lc 15:6); “Ovelhas perdidas foram o meu povo, esqueceram-se do lugar do seu repouso” (Jr 50:6).

%d bloggers like this: