Abaixo o nazismo encapotado

Um grupo de pessoas com deficiência, da Póvoa de Santa Iria, foi obrigado a sair do bar Hawaii, na doca de Santo Amaro, em Lisboa, por alegada discriminação. O incidente ocorreu na madrugada do dia 12 e motivou intervenção policial. Os responsáveis do bar alegaram problemas técnicos para fechar o estabelecimento, mas este viria a reabrir pouco depois de o grupo sair, com os outros clientes que, previamente informados, aguardaram junto à porta para voltar a entrar. Só na presença da PSP é que o Livro de Reclamações foi apresentado. O assunto está entregue à ASAE.

Fonte: Correio da Manhã

E não se pode fechar uma espelunca destas, que põe na rua um grupo de pessoas deficientes físicos e mentais que se pretendem divertir por um tempo? A mentalidade nazi de quem fez isto (gerência) e de quem pactuou com isto (clientes) tem que ser cortada pela raiz. Sem dó nem piedade.

Anúncios

Palhaçada venezuelana

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, afirmou que o cardeal hondurenho Óscar Andrés Rodríguez Maradiaga é “outro palhaço imperialista” que repete como “papagaio” as pregações dos Estados Unidos contra o seu Governo “revolucionário”.
“São os papagaios de Washington. Chegou outro papagaio, e agora vestido de cardeal, outro palhaço imperialista”, disse Chávez, respondendo às críticas do arcebispo de Tegucigalpa.
Rodríguez Madariaga declarou neste domingo em San Salvador que Chávez “se acredita como um deus, com direito de atropelar todas as outras pessoas na sua soberba”. Além disso, pediu a abertura ao diálogo para governar a Venezuela.
Segundo Chávez, as críticas do cardeal Rodríguez Madariaga fazem parte da “investida da cúpula católica” contra a sua “revolução bolivariana e socialista”.
“Há um bom debate: nós apoiamos o pensamento cristão autêntico e a teoria da libertação do ser humano”, respondeu o presidente venezuelano à “cúpula católica”.

Fonte: Yahoo

“Alegrai-vos porque já achei a minha ovelha perdida” (Lc 15:6); “Ovelhas perdidas foram o meu povo, esqueceram-se do lugar do seu repouso” (Jr 50:6).

%d bloggers like this: